Das capelanias militares elvenses aos espólios museológicos na Primeira República

Nuno Cruz Grancho

Resumo


Resumo: As capelanias militares elvenses são no presente contexto, um exemplo da circulação de objetos artísticos religiosos, resultantes da Lei da Separação do Estado da Igreja, promulgada no início da Primeira República. A extinção das quatro capelanias aqui em análise levaria a um enriquecimento de diversas instituições museológicas e, muito particularmente da coleção de tecidos do Museu Nacional de Arte Antiga. Abstract: The military religious dignities from Elvas are in the actual context an example of the circulation of religious art objects resulting from the split between the State and the Church in the First Republic. The abolition of the four religious dignities in this analysis could result in a high rich level of the museums, in special the textile collection of the Museu Nacional deArte Antiga.

Palavras-chave


Património, Elvas, Capelanias Militares, Lei da Separação

Texto Completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN 2183-0703. Revista do Instituto de História da Arte - Centro de Investigação. Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa